segunda-feira, 5 de março de 2018

8) A IMPORTÂNCIA DE PROTEGER NOSSOS CORAÇÕES

8) A Importância de Proteger Nossos Corações

            Novamente, o filho é exortado a não deixar escapar o que já aprendeu, ao invés deve adicionar ao que aprendeu. Filho meu, atenta para as minhas palavras: às minhas razões inclina o teu ouvido. Não as deixes apartar-se dos teus olhos: guarda-as no meio do teu coração. Porque são vida para os que as acham, e saúde para o seu corpo. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida.” (Pv 4:20-23).
            Uma vez que há o perigo de o coração ser guiado para longe, esta próxima lição tem a ver com a guarda do coração “sobre tudo o que se deve guardar”. Ao jovem é mostrado que toda a vida de uma pessoa será afetada pelo que se passa em seu “coração”. Os versículos 24-27 mostram como a “boca”, os “olhos” e os “pés” seguirão naturalmente aquilo com o que o coração está ocupado. Muitas vezes ouviremos as pessoas dizerem: “Oh, eu amo isso...” No entanto, devemos ter cuidado com o que nos permitimos amar, porque nossos corações poderiam ser arrastados por essas coisas.

            As decisões na vida não devem ser tomadas com o coração (o lugar das emoções e dos desejos), mas sim com o nosso espírito (a parte inteligente do ser, que tem consciência de Deus). Quando as emoções e as afeições se envolvem nos processos decisórios da vida, seremos enganados. Quando algo além de Cristo prende o coração, isso obscurece o pensamento da pessoa. Quando o coração é afetado, a mente pode ser levada a achar que tomou a decisão certa. A pessoa vai produzir todas as razões possíveis do porquê deve ter ou fazer algo. Portanto, se vamos ser guardados, nossos espíritos devem assumir o controle em sujeição aos princípios da Palavra. O Apóstolo Paulo disse: “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Ts 5:23).

Nenhum comentário:

Postar um comentário